Diversidade e Responsabilidade Social - Relatório de Atividades

2017

Coordenadores:

Alberto Mori
Trench, Rossi e Watanabe Advogados

Flávia Regina de Souza Oliveira
Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advs.

O ano de 2017 foi particularmente repleto de atividades para o Comitê de Diversidade e Responsabilidade Social. Com a sua nova denominação, o Comitê vivenciou a ampliação dos horizontes de sua atuação, assumindo bandeiras progressistas e assumiu um papel de protagonismo em importante missões do CESA. 

Além das tradicionais reuniões mensais que antecederam as plenárias do CESA em fevereiro, março, de abril, de maio, de junho, de agosto, setembro, de outubro, de novembro, muitos membros do Comitê se empenharam em múltiplas reuniões e concertações que culminaram com dois marcos históricos: a formação da turma inaugural de alunos participantes do Projeto Incluir Direito e a primeiríssima premiação do Prêmio Lumen. 

PROJETO INCLUIR DIREITO
O Projeto Incluir Direito surgiu da constatação de que o contingente de advogados negros em escritórios que compõem a elite do mercado jurídico é ínfimo. Este diagnóstico - que infelizmente retrata uma falta de inclusão recorrente em todas as carreiras mais especializadas, no Brasil - levou o Presidente do CESA, Carlos "Cajé" Santos da Silva e o Diretor Paulo Sehn a mobilizarem o Comitê para com eles desenhar os alicerces do Projeto Incluir Direito e construí-los. Com a essencial operacionalização do Mackenzie e contribuições financeira de diversas associadas, o Incluir Direito saiu da prancheta e tornou-se uma realidade, atendendo 10 estudantes de direito negros, proporcionando meios para que possam concorrer a vagas de estágio oferecidas por alguns dos maiores e melhores escritórios de advogados. 

PRÊMIO LUMEN
Fruto de uma criação conjunta envolvendo o SINSA e o CESA, com contribuições do Comitê, tivemos durante o Coquetel de Encerramento das Atividades do CESA, em novembro de 2017, a realização da primeira edição do Prêmio Lumen, cujo propósito é destacar e recompensar, com um belíssimo troféu, iniciativas escolhidas por um seleto júri como as melhores nos quesitos "boas práticas de gestão", "responsabilidade social" e "pro bono".

Na modalidade "boas práticas de gestão", o associado vencedor foi o Machado Meyer, Sendacz e Opice pela atuação inclusiva do seu Comitê de Diversidade - em "responsabilidade social", o escritório premiado foi o Tozzini Freire Advogados, pela criação do "Jogo dos três poderes", uma forma lúdica de desenvolver a cidadania de jovens de baixa renda, e o Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados foi agraciado no quesito "pro bono" pela sua longeva atividade nesse campo desde 1999, em prol de mais de 150 organizações da sociedade civil.

DEMAIS ATIVIDADES
O Comitê também se viu envolvido, juntamente com a presidência do CESA, em diversas atividades em prol da inclusão da diversidade sexual e de gênero no mercado de trabalho. Sobre o assunto, o Comitê auxiliou a Presidência na organização de um painel, realizado durante uma reunião plenária do CESA, organizaou a palestra promovida na OAB, juntamente com a Comissão da Diversidade Sexual da OAB/SP, e em diversos outros eventos envolvendo essa Comissão.

Além das atividades destacadas acima, o Comitê prosseguiu com diversas discussões, durante as suas reuniões mensais (em relação a ampliação da prática pro bono por exemplo), difundindo entre os associados os valores que o norteiam e fomentando sempre mais as missões que lhe cabem.