Notícias

29/10/2015

Por Brenno Grillo

O lançamento oficial da chapa número 11, que tem o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, Marcos da Costa, como candidato à reeleição, foi marcado pela influência e a importância dos aliados do mandatário da entidade paulista em sua carreira política e em seu estilo de gestão. O evento foi promovido nesta quarta-feira (28/10), na Casa de Portugal, no centro de São Paulo.

Em seu discurso, Costa citou inúmeras vezes os nomes dos ex-presidentes do Conselho Federal da OAB e da OAB-SP José Roberto Batochio e Rubens Approbato Machado — que não compareceu ao evento por estar doente —, além do ex-presidente da seccional paulista Luiz Flávio Borges D’Urso, atualmente conselheiro federal. Dentre os três, Batochio foi o mais citado. D’Urso foi chamado de “irmão” por Marcos da Costa, e Approbato, foi lembrado e elogiado. “Ele está em nossos corações”, disse o proponente à reeleição.

Sergio Tomisaki/IDDD
Em seu discurso, Marcos da Costa falou que sua gestão foi a que mais impetrou HCs em defesa de advogados.

Sobre sua gestão, Marcos da Costa citou a disputa com o Tribunal de Justiça de São Paulo no caso em que a corte paulista quis reduzir o horário de funcionamento do fórum e, depois de alterar essa decisão, decidiu restringir o atendimento aos advogados. Também citou que sua administração foi a que mais impetrou Habeas Corpus em defesa dos advogados e destacou a aprovação do regime tributário Super Simples para a advocacia. “Todos os compromissos propostos foram cumpridos”, disse.

O candidato à presidência também afirmou que, neste último triênio, sua gestão valorizou a participação do jovem advogado e das advogadas. Apesar disso, o grupo encabeçado pelo atual presidente é um dos que têm o menor número de mulheres, empatado com a chapa de Sergei Cobra, ambos com 53 advogadas.

Marcos da Costa abordou, ainda, o acidente sofrido por ele, que o levou a amputar uma perna, e destacou o fato de ter sido submetido a 14 cirurgias. Nesse momento, ele respondeu claramente a afirmação feita pela advogada Tereza Dóro — de que a impugnação de sua candidatura à vice-presidência havia sido um tiro no pé que sobrou —, afirmando que a resposta era estar no palanque em pé. “Não aceito discurso de ódio”, afirmou.

Em seguida, o advogado também mencionou indiretamente a confusão ocorrida na reunião do conselho seccional nesta segunda-feira (26/10), dizendo que não admite “bagunça, baderna”.

Elogios dos apoiadores
Durante a série de discursos antecedendo a fala de Marcos da Costa, Batochio ressaltou a importância da gestão para advocacia. O ex-presidente da entidade também exaltou a suposta vitória nas urnas no dia 18 de novembro deste ano. “Será uma vitória acachapante”, afirmou.

O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp) e candidato à vice-presidência, Fábio Romeu Canton Filho, seguiu a mesma linha de discurso, ressaltando que Costa “representa a dignidade da advocacia”.

De todos os que falaram no palanque, incluindo Marcos da Costa, D’Urso foi o responsável pelo discurso mais longo. Sempre ressaltando a importância da advocacia e classificando os profissionais da área como “apaixonados” pelo que fazem, o antecessor direto do atual presidente fez questão de deixar claro aos correligionários presentes que devem sempre pedir por mais votos. “Não desprezem nem um voto”, disse. Componentes da chapa ouvidos pela ConJur afirmam que levantamento feito pelo grupo político aponta 50% de intenção de voto.

ConJur

Evento ocorreu na Casa de Portugal.

Apoios e comparecimento
A organização do evento afirma que 2,5 mil pessoas compareceram, porém, a capacidade do salão, segundo a própria Casa de Portugal, é de 1,3 mil pessoas. O certo é que o local não estava lotado, havendo espaço para transitar.

Puderam ser vistas demonstrações de apoio de Indaiatuba, Guarulhos, Pinheiros, Osasco, Atibaia, Ipiranga, Campos do Jordão, Carapicuíba, Agudos, Santo Amaro, Pindamonhangaba, Jundiaí, Bauru, Matão, Capivari, Ibiúna, Barueri, Santos, Piracicaba, Agudos, Cubatão, Jacupiranga, Dracena, Porto Ferreira, Bragança Paulista, Santos, Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires.

Entre os principais apoiadores que compareceram ao evento estão Carlos José Santos da Silva, presidente do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa) e candidato a conselheiro federal; Marcelo Knopfelmacher, presidente do Movimento de Defesa da Advocacia e candidato a conselheiro seccional; Lívio Enescu, presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo e candidato ao conselho seccional; professor Leone Pereira; Walter Ciglioni, que foi candidato ao governo de São Paulo pelo PRTB em 2014; professor Marco Antonio Araujo Junior, vice-presidente Acadêmico do Damásio Educacional, conselheiro seccional candidato à reeleição e presidente Comissão Defesa Consumidor da OAB-SP.

Fonte: CONJUR