Notícias

03/07/2020
Morre, aos 84 anos, jurista e ex-vice-presidente da OAB Aristoteles Atheniense
 
O advogado Aristoteles Atheniense, ex-vice-presidente do Conselho Federal da OAB e ex-conselheiro da entidade, morreu em Belo Horizonte nesta sexta-feira (3/7), aos 84 anos. O jurista, que presidiu a OAB mineira, era um dos grandes nomes da advocacia no estado. 


Advogado morreu nesta sexta-feira

 
Atheniense se formou pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, na turma de 1959. Era membro da Federação Interamericana de Advogados, do American Bar Association, da Federação Internacional dos Advogados e do Instituto Histórico Geográfico de Minas Gerais.
 
Também presidiu a Academia Mineira de Letras Jurídicas entre 2013 e 2017, onde ocupava a cadeira 37, que tem o jurista Lincoln Prates como patrono. Era cidadão honorário de Belo Horizonte, Uberaba, Salinas e Pitangui. 
 
O advogado estava à frente do escritório Aristoteles Atheniense Advogados há 60 anos. Em nota, a banca comunicou o falecimento. "Perdemos hoje não só um homem de bem, um pai de família, um esposo, um grande advogado, mas um verdadeiro amigo, que a todos, independente de classe social ou da proximidade que com ele tinha, oferecia uma palavra de conforto, seja nos momentos tristes ou alegres, com o único interesse de ajudar, de estar presente", afirma o texto. 
 
O ex-presidente da OAB Nacional, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, também expressou condolências. "Uma inestimável perda para o mundo jurídico. Possui relevantes serviços prestados a advocacia e a cidadania. Foi um advogado que honrou a profissão, sendo exemplo de dignidade a todos", disse.
 
Segundo o advogado Alberto Zacharias Toron, Atheniense sempre foi "um homem de princípios e muita dignidade, alguém que tinha compromisso com o próximo, amava a família, os amigos e a profissão". "Descansará entre os justos".
 
"Tive a grata satisfação de ter sido agraciado com a amizade do querido Aristoteles Atheniense. Uma grande perda para a advocacia. Viveu a vida associativa intensamente e com uma enorme dedicação", disse o presidente do Cesa (Centro de Estudos das Sociedades de Advogados), Carlos José Santos da Silva, o Cajé.
 
"É dever da justiça lembrar sua bem-sucedida carreira jurídica de mais de seis décadas, bem assim reconhecer a essencial participação de Aristoteles Atheniense na boa formação do Direito em Minas Gerais e no Brasil", escreveu Álvaro Fernando Mota, presidente do IAP (Instituto de Advogados Piauiense).
 
Leia íntegra da nota do escritório Aristoteles Atheniense Advogados:
 
"Prezados colegas e amigos:
 
É com imensa tristeza que comunicamos o falecimento do Dr. Aristoteles Atheniense, fundador e sócio do Aristoteles Atheniense Advogados.
 
Há 60 anos à frente do escritório, o Dr. Aristoteles Atheniense atuou como um verdadeiro maestro regendo a sua orquestra, com impecável conhecimento de todos os seus instrumentos, oferecendo aos clientes uma atuação eficiente, sempre com muito profissionalismo. Os advogados que com ele trabalharam puderam captar o que havia de melhor na advocacia com um verdadeiro mestre, que desempenhou com amor e dedicação a profissão escolhida.
 
Os seus ensinamentos ficarão para sempre emoldurados em cada conquista e nas oportunidades oferecidas a todos que tiveram a ventura de com ele atuar ou, de alguma forma, fazer parte de sua caminhada nesta vida.
 
Perdemos hoje não só um homem de bem, um pai de família, um esposo, um grande advogado, mas um verdadeiro amigo, que a todos, independente de classe social ou da proximidade que com ele tinha, oferecia uma palavra de conforto, seja nos momentos tristes ou alegres, com o único interesse de ajudar, de estar presente.
 
Que Deus o tenha em seu Aprisco e conforte os corações de todos que sofrem com a sua partida!"

Fonte: Consultor Jurídico - SP