Notícias

30/10/2018


Laís Rocha
 
A chapa Renova OAB 30, que concorre nas eleições para a Presidência da OAB na Bahia neste ano, tem mais mulheres do que homens compondo a diretoria em uma das chapas concorrentes. Liderada pelo advogado criminalista Gamil Föppel, candidato à Presidência, a chapa traz Larissa Camandaroba como candidata a vice-presidente, Laila Hage, concorrendo à vaga de Tesoureira, e Soraya Bastos, como candidata à secretaria Adjunta. Gamil e o candidato a secretário Daniel Keller completam a diretoria.
 
“É a primeira vez na história das eleições na Bahia que a Ordem pode ter mais mulheres do que homens na diretoria. Teremos três mulheres na diretoria. Então, na nossa chapa, a mulher tem um protagonismo e não somente a mulher, como o interior do estado também assume um protagonismo.”, informa Gamil.
 
Outra novidade apontada pela chapa é a realização de concurso público para procurador de prerrogativas. Para Gamil, que é membro do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA), é prioridade profissionalizar a contratação e o trabalho dos procuradores de prerrogativas que são remunerados pela OAB. “Vou instituir a seleção pública – por prova e títulos – dotada de impessoalidade, moralidade e transparência. Além dessa contratação, vamos implementar relatórios e metas que devem ser apresentados periodicamente”, adiantou o advogado.

Fonte: Toda Bahia

Laís Rocha
 
A chapa Renova OAB 30, que concorre nas eleições para a Presidência da OAB na Bahia neste ano, tem mais mulheres do que homens compondo a diretoria em uma das chapas concorrentes. Liderada pelo advogado criminalista Gamil Föppel, candidato à Presidência, a chapa traz Larissa Camandaroba como candidata a vice-presidente, Laila Hage, concorrendo à vaga de Tesoureira, e Soraya Bastos, como candidata à secretaria Adjunta. Gamil e o candidato a secretário Daniel Keller completam a diretoria.
 
“É a primeira vez na história das eleições na Bahia que a Ordem pode ter mais mulheres do que homens na diretoria. Teremos três mulheres na diretoria. Então, na nossa chapa, a mulher tem um protagonismo e não somente a mulher, como o interior do estado também assume um protagonismo.”, informa Gamil.
 
Outra novidade apontada pela chapa é a realização de concurso público para procurador de prerrogativas. Para Gamil, que é membro do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA), é prioridade profissionalizar a contratação e o trabalho dos procuradores de prerrogativas que são remunerados pela OAB. “Vou instituir a seleção pública – por prova e títulos – dotada de impessoalidade, moralidade e transparência. Além dessa contratação, vamos implementar relatórios e metas que devem ser apresentados periodicamente”, adiantou o advogado.